Obras Publicadas

image

Clique para adquirir

Edição portuguesa

Ao morrer, D. Pedro IV deixou para as gerações futuras uma difícil tarefa: entender as muitas contradições da sua vida e extrair das suas memórias uma imagem fiel da sua personalidade, das suas ideias, angústias e ambições. Até hoje, esta tarefa não tinha sido cumprida. No meio de um emaranhado de especulações e distorções históricas, ficava a interrogação: quem foi D. Pedro?

Para responder a esta pergunta Paulo Rezzutti recorreu a uma ampla gama de fontes primárias e documentos originais que revelam uma miríade de facetas desconhecidas de D Pedro e que dão acesso à história não contada do monarca.

D. Pedro IV, a história não contada. O homem revelado por cartas e documentos inéditos
Autor: Paulo Rezzutti
Editora: Casa das Letras
Data de lançamento    junho 2016
ISBN    9789897414954
EAN    978-9897414954
Dimensões    15,5 x 23,5 cm
Nº Páginas    464
Encadernação    Capa mole
Preço 18,80 €


capa_d_pedro_vb_aprovada (1)

Clique para adquirir

Muito se fala do grito às margens do Ipiranga, da sexualidade exacerbada e do jeito impaciente que lhe rendeu a pecha de monarca difícil e de pouco tato político. Mas quase duzentos anos depois de sua morte, pouco ainda se sabe do homem de personalidade complexa que se dispunha a morrer por uma causa; do pai que queria para os filhos a educação que reconhecia falhar em si próprio; do governante que foi protagonista na transição do absolutismo ao liberalismo e ao regime constitucional no Brasil. Foi para preencher as inúmeras lacunas sobre nosso primeiro imperador que este livro foi escrito. Eis, enfim, a história não contada de d. Pedro. Ao morrer, d. Pedro deixou para as futuras gerações de brasileiros uma difícil tarefa: entender as muitas contradições da sua vida e extrair das suas memórias uma imagem fiel de sua personalidade, suas ideias, angústias e ambições. Até hoje, esta tarefa não havia sido bem cumprida. Em meio a um emaranhado de especulações e distorções históricas, restava ainda a interrogação: quem foi o primeiro imperador do Brasil? Foi para responder a essa pergunta que Paulo Rezzutti recorreu a uma ampla gama de fontes primárias e documentos originais que revelam uma miríade de facetas desconhecidas de d. Pedro, e que lhe deram acesso à história não contada do nosso primeiro monarca – esta que agora você tem em mãos. Em lugar da caricatura que tomou conta do imaginário nacional, o autor nos apresenta o homem por trás do imperador, com todas as contradições e riqueza de personalidade que o transformam em um dos personagens mais interessantes da nossa história – um homem que, para além das muitas amantes, dos filhos ilegítimos e da fama de turrão, nos deixou como legado uma história de sacrifícios em prol da unidade nacional; um homem repleto de defeitos morais e contradições políticas, mas que esteve ligado a grandes passagens da história do liberalismo mundial, e que, acima de tudo, viveu uma vida intensa e repleta de humanidade.

Título: D. Pedro: a história não contada. O homem revelado por cartas e documentos inéditos

Autor: Paulo Rezzutti
Gênero: Biografia
Capa comum: 432 páginas
Editora: LeYa; Edição: 1ª (21 de setembro de 2015)
Idioma: Português
ISBN-10: 8577345831
ISBN-13: 978-8577345830
Dimensões do produto: 22,6 x 15 x 2,6 cm
Peso do produto: 358 g
Preço R$ 59,90


TITÍLIA E O DEMONÃO é um marco importantíssimo no entendimento da biografia de D. Pedro I. Fiquei encantado ao ler esse livro”
Laurentino Gomes
“TITÍLIA E O DEMONÃO está belíssimo, suas notas e apresentações impecáveis. Que prazer em ler e aprender com pesquisas como estas!”
Mary Del Priore

capa_domitila

Clique aqui para comprar

Depois de seu livro de estreia, Titília e o Demonão: cartas inéditas de d. Pedro I à marquesa de Santos, o historiador Paulo Rezzutti presenteia o público amante de história e de boas histórias com a sua muito aguardada biografia de Domitila de Castro (1797 -1867), a incomparável marquesa de Santos, amante do primeiro imperador do Brasil e uma das mulheres mais notáveis e influentes da América Latina, que, segundo o escritor Paulo Setúbal, “encheu um Império com o ruído do seu nome e o escândalo do seu amor”.

Esta obra traz ainda dados inéditos sobre d. Leopoldina, esposa de d. Pedro, com os quais inocenta de uma vez o imperador e a marquesa da acusação de terem provocado a morte da primeira imperatriz do Brasil. Esses dados foram auferidos da exumação de d. Pedro I, d. Leopoldina e d. Amélia, ocorrida em 2012, evento arqueológico da maior importância histórica, ao qual o autor foi convidado na qualidade de consultor por seus conhecimentos sobre o Brasil Império.

Domitila, a verdadeira história da marquesa de Santos é o primeiro livro a fazer uso dessas descobertas fundamentais para a melhor compreensão da época em que o nosso país nasceu politicamente.

Domitila – A verdadeira história da marquesa de Santos
Autor:  Paulo Rezzutti
Prefácio: Mary Del Priore
Gênero: História / Biografia
Págs: 352
ISBN: 9788581301044
Preço: R$ 39,90


Para comprar, acesse

Em meio as pesquisas para a biografia Domitila, a verdadeira história da Marquesa de Santos localizei em Nova Iorque, no arquivo histórico da Hispanic Society uma coleção com 94 cartas escritas pelo imperador D. Pedro I, para Domitila de Castro Canto e Mello, a Marquesa de Santos, sua amante.  Parei momentaneamente com a elaboração da biografia da Marquesa e transcrevi as cartas, fiz as anotações e contextualizei o romance deles, o que originou a obra Titília e o Demonão. Cartas inéditas de D. Pedro I à Marquesa de Santos, lançado pela Geração Editoral no final de março de 2011.

Para darem uma olhada no livro, e na apresentação do escritor Paulo Schmidt, acessem o site da editora.

Titília e o Demonão – cartas inéditas de Dom Pedro I à Marquesa de Santos
Autor: Paulo Rezzutti
Prefácio: Paulo Schmidt
Assunto: História do Brasil – Biografias
Formato 15,5×22,5 cm, 352 págs.
ISBN: 978-85-61501-62-4

Sala de Imprensa


Em 2007, minha primeira experiência em ver o que eu escrevi em letra de forma, impressa e sacramentada em um livro. Fiz apresentação e notas da obra Uma Festa Brasileira Celebrada em Rouen em 1550.

Imagine franceses, cinquenta anos após a descoberta do Brasil, vindo para cá e levando diversos índios para recriarem na cidade de Rouen, na Normandia, os costumes brasileiros em uma grande festa para o rei Henrique II e sua esposa, a rainha Catarina de Médicis. Parece ficção, mas não é. Aconteceu de verdade, e a história foi contada em livro na época. Em 1850 o relato, descoberto e anotado pelo brasilianista Ferdinand Denis, foi publicado em Paris. Esta edição de 2007 traz a obra na íntegra e bilíngue, francês-português, além de uma gravura, reprodução da época, mostrando a aldeia indígena recriada em solo francês, com direito até a um simulacro de batalha entre os tabajaras e os tupinambás.

UMA FESTA BRASILEIRA
Ferdinand Denis
Usina de Idéias, 2007
236 páginas
ISBN 978-85-99796-03-0

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: